Delegacias estão impedidas de abrigar novos presos em Sergipe

 Uma portaria publicada nesta sexta-feira (9) pelo delegado-geral da Polícia Civil, Alessandro Vieira, proíbe o recebimento de novos presos nas delegacias de Sergipe. A medida, segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), é resultado da superlotação nas carceragens.
 As delegacias da capital e do interior abrigam, atualmente, cerca de 400 presos, o que na ótica do delegado-geral é uma situação grave e que foge à obrigação legal da SSP. "Compromete não apenas a prestação de serviços, mas principalmente a segurança dos profissionais e da população que busca atendimento ou reside no entorno de delegacias”.
 De acordo com a portaria, a custódia de novos presos está suspensa até que ocorra a transferência de todos os presos que estão nas celas das unidades da Polícia Civil para unidades do sistema prisional.
  A Secretaria de Estado da Justiça (Sejuc) e recebeu a informação de que as unidades prisionais estão operando acima da capacidade, mas há uma expectativa de que 200 vagas sejam abertas nas unidades de co-gestão até a segunda-feira (12). Ainda assim, a SSP afirma que a portaria não deve ser revogada. Das nove penitenciárias do Estado, três estão interditadas para receber novos presos por determinação judicial por conta da superlotação. 

Nenhum comentário

Portal Tobiense

Beauty