Seca: Mais de 40 mil pessoas ainda não são assistidas por carros-pipa em Sergipe

 Com 21 municípios em situação de emergência, a forte estiagem que atinge Sergipe nos últimos cinco meses já afeta cerca de 200 mil pessoas. O problema, que deveria ser amenizado com carros-pipa, segue se agravando. Um levantamento do governo do Estado revela que uma parte considerável da população prejudicada pela seca ainda não tem acesso à distribuição de água através da Operação Pipa.
 Nessa quarta-feira (7), após discutir ações de enfrentamento aos efeitos da seca com o ministro da Agricultura, o governador Jackson Barreto reuniu-se com o chefe de gabinete do Ministério da Integração, Gustavo Rigodanzo Canuto, para oficializar o pedido de ampliação de caminhões-pipa no sertão e semiárido sergipano. Atualmente, 11 municípios são atendidos pela Operação Pipa do Governo Federal e a gestão estadual busca o auxílio para os demais que também estão em situação de emergência.
 A liberação de verbas para o combate aos efeitos da seca já havia sido discutida anteriormente com o ministro da Integração, Helder Barbalho. O governador explicou que existe um déficit de mais de 44mil pessoas que não estão sendo assistidas pela Operação Pipa. “Estamos enfrentando uma das piores secas já vividas e precisamos buscar condições de trabalho e sobrevivência para nossos produtores e agricultores. Precisamos ampliar a oferta de água realizada pela operação Pipa do Governo Federal”, informou Jackson.
 A Operação Pipa disponibiliza 20 litros de água por pessoa nas comunidades e povoados dos municípios afetados pela seca. Atualmente ela é feita somente pelo Exército, que faz distribuição em cisternas comunitárias.


Nenhum comentário

Portal Tobiense

Beauty