Eduardo Amorim solicita recursos para a conclusão da Maternidade do HU

 O senador Eduardo Amorim (PSDB-SE) esteve na manhã da quinta-feira, 16, em audiência com o ministro da Educação, Mendonça Filho, para tratar do início das obras da Unidade Materno Infantil do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS). A obra tem um orçamento de R$ 17 milhões e aguarda a finalização do projeto executivo.
 Em agosto de 2016, o ministro assinou por intermédio do senador, ordem de serviço de R$ 10 milhões para realização de obras no HU-UFS. Os recursos foram destinados para a conclusão das obras da Maternidade e de um anexo, que será um centro de transplantes e tratamento de oncologia. “São 70 mil atendimentos por mês, que com a finalização das obras podem aumentar”, comunicou o senador.
 De acordo com o senador pelo PSDB, a expectativa é a mais positiva possível. “Estou muito confiante, ouvimos a garantia verbal positiva de todas as partes. O HU cumpre um papel fundamental no atendimento à sociedade sergipana. Sou médico por formação e, justamente por acompanhar o sofrimento da UFS na questão orçamentária, tive a iniciativa de correr atrás desses recursos”, disse Amorim.
 “Estamos procurando levar adiante as iniciativas que valorizem o ensino e pesquisa. Os recursos para o HU de Sergipe estão assegurados. Afirmo ainda que a execução financeira de 2017 não será inferior a de 2016. Vamos manter o ritmo de investimentos e fazer com que eles beneficiem o professor, o servidor, o estudante e os usuários do Sistema Único de Saúde”, comentou Mendonça Filho.
 Segundo o senador Eduardo, os recursos são frutos de muitas audiências em Brasília e em Sergipe e representa uma conquista para o HU. Ele informou, ainda, que a Unidade Materno Infantil terá 117 leitos e capacidade para realizar cerca de 300 partos mensais; já o Anexo terá 51 leitos, sendo 26 enfermarias, 16 quimioterapias, seis para diálise e três para transplantes. 
Fies
 O senador tratou, também, na audiência com o ministro Mendonça Filho sobre o Fundo do Financiamento Estudantil (Fies) para alunos do curso de Medicina da Universidade Tiradentes (Unit). Segundo o senador, cerca de dez alunos atravessam um problema com uma mudança do edital do Fies, em 2015, o que ocasionou a deficiência no repasse pela União. “Estamos acompanhando de perto essa problemática dos alunos da Unit, o ministro mostrou preocupação e nos dará um retorno”, disse.

Fonte e foto Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário

Portal Tobiense

Beauty