Sergipe perde quase 3.500 postos de trabalho em fevereiro

 Enquanto o governo federal comemora o primeiro mês de saldo positivo após 22 meses de retração do mercado de trabalho, Sergipe terminou o mês de janeiro de 2017 com fechamento de 3.412 vagas de emprego com carteira assinada.  
 O balanço do Ministério do Trabalho, divulgado na tarde desta quinta-feira (16), aponta que este foi o pior mês de fevereiro dos últimos 15 anos para o estado. No segundo mês do ano, Sergipe registrou 6.455 contratações, mas 9.867 demissões. 
 A diferença entre estes números resultou no saldo negativo de postos de trabalho e fez o nível de emprego cair 1,17% no estado.  Os setores da agropecuária e indústria de transformação foram os principais responsáveis por este cenário. Juntos eles demitiram 3.220 trabalhadores em fevereiro. 
 O comércio e a construção civil também demitiram mais do que contrataram e terminaram fevereiro com a perda de 261 e 215 vagas de trabalho, respectivamente. Já o setor de serviços continua na tendência de recuperação e fechou o mês com 215 novos postos de trabalho com carteira assinada. O levantamento do Caged demonstra que no acumulado do ano o mercado sergipano já fechou 1.253 postos de trabalho. Já nos últimos 12 meses, o número de empregos perdidos ultrapassa a casa dos 12 mil. 

Nenhum comentário

Portal Tobiense

Beauty