Prefeito Diógenes falta com a verdade, quando diz que a administração anterior deixou dívida com o FGTS

  Na manhã desta terça-feira (11), em um entrevista coletiva, o prefeito de Tobias Barreto Diógenes Almeida, faltou com a verdade quando disse que a gestão anterior, teria deixado um dívida com o FGTS, ou seja não teria repassado os descontos feitos dos servidores celetistas da saúde.  
  Na verdade o que houve é que por determinação da justiça, no final da administração, o ex-prefeito Dilson, ficou impedido de realizar o pagamento de qualquer documento, através de boleto bancário. O pagamento do FGTS é realizado através do procedimento de boleto, o que impossibilitou o repasse ao fundo de garantia.  
  A gestão do então prefeito Dilson, deixou em conta R$ 120.656,45 (cento e vinte mil, seiscentos e conqueta reais e quarenta e cinco centavos), pertinente aos agentes comunitários de saúde e de endemias. Recurso reservado para o pagamento das referidas guias devidamente provisionado na conta 624.005-1, na caixa, valor destinado ao pagamento do FGTS - GRF, do fundo municipal de saúde com vencimento até o dia 07/01/2017. Conforme documento abaixo.
  Se o valor não foi utilizado para o pagamento do referido FGTS, a culpa não foi da administração do ex-prefeito Dilson, a qual honrou com o compromisso. 


Nenhum comentário

Portal Tobiense

Beauty