Assembleia Legislativa de Sergipe discute impactos da privatização da Deso

  A Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) realiza, nesta quinta-feira (4), uma sessão especial que vai tratar sobre os impactos da possível privatização da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), cujo processo está sob a responsabilidade do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
  O debate, proposto pela deputada estadual Maria Mendonça (PP), deve contar com a participação do presidente da Companhia Carlos Melo, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Henry Clay Andrade, o promotor de Justiça Jarbas Adelino e o presidente do Sindicato dos servidores da Deso, José Sérgio Passos.
  Maria reforçou que a discussão em torno da venda da Deso deve ser ampliada pela Alese uma vez que a medida afeta diretamente a vida de todos os sergipanos. “É necessário que o Legislativo seja a caixa de ressonância da sociedade. Mais de 90% da população sergipana é abastecida pela Deso, por isso, esse precisa ser um debate aberto e claro. O governo precisar trazer luz ao que está sendo tratado”, justificou.  
  A viabilidade da privatização é objeto de análise do BNDES que selecionou o consórcio Sanear Brasil como responsável pelo estudo, orçado em R$ 4,3 milhões. A desestatização do serviço poderá ser feita por meio da privatização, concessão ou parceria público-privada.

 Fonte: Ascom Parlamentar

Nenhum comentário

Portal Tobiense

Beauty