Dílson de Agripino Na Mira do TCE – Obra de 5 milhões sem funcionamento

0
297

MP de Contas pede responsabilização de ex-prefeito por falta de abastecimento de água em Tobias Barreto

 Por DICOM/TCE

Inspeção do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) no município de Tobias Barreto, constatou o não funcionamento de uma obra de cerca de R$5milhões, realizada para fazer o abastecimento de água em povoados da localidade, devido à falta de ligação com a rede elétrica.

De acordo com o apurado pela Coordenadoria de Engenharia do TCE, o sistema construído não entrou em funcionamento porque os poços estão situados em território baiano e o gestor da época não providenciou a outorga de uso da água para que o sistema pudesse entrar em funcionamento. Sem a outorga, a empresa de fornecimento de energia não pôde efetuar a ligação do sistema.

Diante da constatação, o Ministério Público de Contas (MPC) enfatizou que o município de Tobias Barreto atravessa grave crise hídrica desde dezembro de 2018 e que “a não funcionalidade do sistema de abastecimento construído em 2016 poderia ser fator de agravamento da penúria de água no município”.

O processo foi encaminhado ao Conselheiro Carlos Pinna, com pedido de citação do ex-prefeito, Adilson de Jesus Santos,  responsável à época da execução do contrato.

O MP de Contas cita ainda matérias veiculadas na mídia local que têm destacado a crise hídrica que atinge mais de 35 mil pessoas em Tobias Barreto. O abastecimento nas torneiras tem ocorrido por sistema de rodízio desde que a barragem do município reduziu o nível.

Desde dezembro passado, a barragem do Jabeberi, de 130 m³/hora, projetada para atender a população até o ano de 2037, sofre com escassez de chuvas e assoreamento.

*Foto: site fanf1.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.