AGRICULTURA – Emdagro atinge um milhão de atendimentos a agricultores em Sergipe

0
60

Comprometida com uma prestação de assistência técnica e extensão rural (Ater) de qualidade a agricultores e agricultoras de todo o Estado, a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) chegou a marca de 1 milhão de agricultores atendidos e assistidos com repetição desde 2012, quando da implantação do Sistema Integrado de Gestão e Atividades (SIGA), até junho deste ano devidamente cadastrados no sistema.

Os agricultores familiares e os produtores rurais em geral do estado têm sido beneficiados e assistidos através de diversos programas e ações desenvolvidos pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e da Pesca (SEAGRI) e Emdagro. Os principais programas e projetos são o Apoio à Agricultura Familiar; Dom Távora; Dom Helder; Distribuição de Sementes; Mecanização Rural; Águas de Sergipe; Mão Amiga, Chamadas Públicas; Defesa Sanitária Animal e Vegetal; Regularização Fundiária; Pesquisa Agropecuária; entre outras ações.

Para o presidente da Emdagro, Jefferson Feitoza de Carvalho, esse é o resultado de um trabalho árduo da empresa de forma a viabilizar aos agricultores acesso às principais políticas públicas voltadas para o setor. “Nossa missão é justamente contribuir para o fortalecimento da agricultura familiar e expansão do agronegócio do Estado de Sergipe, atuando nas áreas de Assistência Técnica e Extensão Rural, Pesquisa, Defesa Agropecuária e Ações Fundiárias, para assegurar o desenvolvimento sustentável e o bem-estar da sociedade, sobretudo, do homem do campo”, destacou.

“Nos sentimos muito felizes por saber que a cada ano esse número aumenta, o que é um bom sinal, porque essa parceria entre a Emdagro e o agricultor se fortalece a cada dia por sermos uma empresa que apóia o homem do campo em todos os seus momentos e circunstâncias e ele entende isso”, completou Jefferson.

 

Por: Carlos Mariz

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.