Nos pênaltis, Flamengo é eliminado pelo Athlético-PR

0
127

Diego, Vitinho e Everton Ribeiro perderam os pênaltis para o Flamengo

 

A noite no Maracanã foi amarga para a torcida do Mengão. Na cobrança por pênaltis, o rubro-negro perdeu para o Athlético-PR por 3 a 1 e está eliminado da Copa do Brasil. No tempo normal, o jogo terminou 1 a 1, o mesmo placar do jogo de ida em Curitiba. Estiveram presentes ao Maracanã 69.980 pessoas para uma renda de R$ 4.106.610,40. É o recorde de público do ano no futebol brasileiro.

Como foi o primeiro tempo

O técnico Jorge Jesus surpreendeu ao escalar de início o jovem Lincoln no lugar de Bruno Henrique, que está machucado. O treinador ainda optou por Renê na lateral-esquerda e Cuéllar na vaga de Arão. E o time rubro-negro carioca começou o jogo indo para cima do Furacão, porém, sem levar grandes perigos ao gol de Santos. A única boa chance veio em uma cabeçada de Arrascaeta para a boa defesa.

O uruguaio que foi o destaque do jogo contra o Goiás acabou sentindo uma lesão no posterior da coxa direita e teve que ser substituído aos 13 minutos do primeiro tempo. Vitinho entrou no lugar. O Furacão cresceu, sempre com bons momentos de Bruno Guimarães.

Como foi o segundo tempo

No início do segundo tempo, o Furacão neutralizou os primeiros momentos do Flamengo. Jorge Jesus percebeu e mexeu no time. Berrío entrou na vaga de Lincoln. Veio o gol do Mengão.

Vitinho pedalou para cima do adversário e cruzou na cabeça de Everton Ribeiro, que ajeitou para Gabigol, atento na pequena área, empurrar para o fundo do gol.

 

O Athlético não desistiu e chegou ao empate aos 31 minutos. Rony recebeu de Bruno Nazário, carregou a bola sozinho e chutou sem chance para Diego Alves.

O jogo foi decidido na cobrança de pênaltis e o Flamengo passou vergonha. Começou com Diego. O meia bateu fraco no meio do gol e o goleiro Santos praticamente não precisou se mexer para defender. Depois, Vitinho isolou. Cuéllar chegou a marcar para o Mengão. Converteram para o Furacão os jogadores Jonathan, Lucho González e Bruno Guimarães. Diego Alves chegou a defender a cobrança de Bruno Nazário, mas Everton Ribeiro cobrou mal e o goleiro do time de Curitiba defendeu. Mais uma vez, a torcida do Flamengo deixou o Maracanã com uma eliminação nas costas.

 

POR REDAÇÃO TUPI

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.