Prefeito acata recomendação do Ministério Público e não vai realizar o carnaval 

Neste ano, a falta de água, impedirá a realização do tradicional carnaval do município de Tobias Barreto (SE). O alerta vem do Ministério Público.
Em reunião entre Ministério Público e Gestão Municipal, na manhã desta terça-feira 22, ficou decidido o cancelamento do Carnatobias 2019, que aconteceria nos dias 15,16 e 17 de fevereiro, em decorrência da seca no município.

“Participei hoje pela manhã de uma audiência com os promotores de Justiça Etélio de Carvalho Prado Júnior e Paulo José Francisco Alves Filho. Na pauta, a realização ou não do CARNATOBIAS 2019.

E é com muita tristeza que comunicamos que, seguindo orientação do MP, o evento não será realizado este ano, pois enfrentamos um grave problema, que é a falta d’água no município. E, apesar da obra da nova adutora estar concluída, ainda não comporta o aumento do consumo que um evento como esse ocasionaria. Sabemos da importância do CARNATOBIAS para a nossa cidade, mas entendemos que o bem-estar de nossa população em longo prazo é o que realmente importa. Por isso, peço a compreensão e o apoio de todos, pois, neste momento difícil, precisamos somar forças para garantir que o abastecimento de água, essencial para a vida, siga sendo nossa prioridade máxima.”

Estiveram presentes na audiência o procurador-Geral do Município, Dr. Vinícius Rodrigues e o secretário adjunto de Comunicação, Gerliano Brito.

Em entrevista concedida no final da tarde desta terça-feira,15, ao jornalista e radialista Adissandro Pinheiro, da Xodó AM 1520, o promotor da comarca de Tobias Barreto, Dr. Paulo José, garantiu que atualmente, não há possibilidade do município receber, cerca de 10 a 15 mil turistas.

Com a estiagem que acabou afetando a barragem do Jabeberi, que abastece toda a cidade  e acabou secando, o governo do estado sob, recomendação do Ministério Público, está próximo de concluir uma obra de uma adutora, que vem de Itapicuru (BA), através de poços artesianos, que foram perfurados com autorização do governo da Bahia, porém essa água não será o suficiente para o abastecimento de todo o município.

O promotor informou também, que esteve em reunião com representantes da Deso e a empresa relatou que não há possibilidade de garantir o abastecimento para a população no período da festa.

Dr. Paulo informou ainda, que a prioridade é o abastecimento de água para a população e que a festa pagã será realizada  em uma outra ocasião.

Por Daniel Villas-Bôas

Verifique também

URGENTE: O STF acabou de julgar na madrugada de hoje em definitivo INCONSTITUCIONAL lei sergipana que vedava a promotores de justiça chefiassem o Ministério Público

Com tal decisão do STF , sai fortalecida a Associação sergipana do Ministério Público que …