#TempoSergipe – Sergipanos enfrentam inverno mais rigoroso dos últimos anos

0
16
O inverno começou no dia 21 de junho e segue até 22 de setembro, segundo a meteorologia, os sergipanos estão enfrentando a estação mais rigorosa com temperaturas baixas dos últimos sete anos. A intensidade do inverno ocorre principalmente no interior do estado. A chuva também deve continuar até agosto.
“A região Nordeste que é muito quente está sendo atingida pela frente fria, que é uma caraterística do inverno. Em Sergipe está sendo o mais frio e chuvoso dos últimos anos”, explica o coordenador do Centro de Meteorologia de Sergipe, Overland Amaral.
De acordo com ele, as condições climáticas deste inverno estão acima do normal e ultrapassaram as médias históricas para o período, mesmo antes do inverno ter começado.
“As chuvas tiveram início, na verdade, desde o final do mês de abril, conforme a nossa previsão climática. De lá para cá, as chuvas têm sido excedentes em mais de 20%. Em maio, o excedente foi de mais de 50%; junho 50%; e julho também em torno de 50%. Estamos em agosto, último mês de contribuição de chuvas para o estado. Mas esse mês também tem seu índice pluviométrico semelhante a abril. Na região do Litoral, adentrando o Agreste, nós temos um índice pluviométrico acumulado de 800 a 1100 milímetros (mm) até julho, extremamente acima da média; da região Agreste para o Sertão, está em torno de 400 a 800mm; e no Alto Sertão de 400 a 550”, explicou
A chuva deste inverno foi suficiente para o reabastecimento dos recursos hídricos, em especial dos açudes e barragens. “Essas barragens que têm uma dupla utilização, tanto para a agricultura quanto para abastecimento humano, estão plenamente cheias e devem continuar assim até o final do inverno. Para a agricultura não teve ano melhor do que esse, porque houve chuvas suficientes para o desenvolvimento, principalmente, das culturas tradicionais como milho e feijão e se espera que tenhamos uma grande safra decorrente desse inverno chuvoso”.
Baixas temperaturas
As temperaturas também apresentam índices menores com relação aos anos anteriores, com médias entre 14ºC e 18ºC nas regiões mais elevadas do interior, como Agreste e Alto Sertão.
“Hoje, em Aracaju, por exemplo, as temperaturas mínimas estão entre 20ºC e 21ºC. Normalmente, as temperaturas mínimas no litoral ficam em 24ºC e 25ºC. Isso vai continuar durante todo o mês de agosto, decorrente de circulações de frentes e de ventos frios que chegam do Sul. Essa chuva de hoje é típica de inverno, de escoamento de frente que chega a nossa região. A instabilidade continuará até o final do mês”, diz.
Os sertanejos sentem na pele a mudança da temperatura. “Aqui parece que é verão durante todo o ano mas neste período estamos sendo surpreendidos com o termômetro mas estou gostando muito desse clima”, comemora o professor, Antônio Cabral Silva.
Ainda conforme Overland, as chuvas deste inverno foram suficientes para o reabastecimento dos recursos hídricos, em especial dos açudes e barragens. “Essas barragens que têm uma dupla utilização, tanto para a agricultura quanto para abastecimento humano, estão plenamente cheias e devem continuar assim até o final do inverno. Para a agricultura não teve ano melhor do que esse, porque houve chuvas suficientes para o desenvolvimento, principalmente, das culturas tradicionais como milho e feijão. Se espera uma grande safra decorrente desse inverno chuvoso”.
Fonte: CINFORM 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.