URGENTE – NOTA DE REPÚDIO

0
282

A Prefeitura de Tobias Barreto vem por meio desta prestar alguns esclarecimentos essenciais para a população tobiense e sergipana.

 

Em primeiro lugar é preciso deixar claro que o abandono da obra da Lagoa da Porta se deu durante a gestão passada. Ao tomar posse, o prefeito Diógenes Almeida encontrou a obra paralisada, eivada de irregularidades e, por isso, buscou na Justiça os meios legais de retomar o andamento da obra em questão. Dessa forma, em fevereiro de 2018 teve continuidade a execução, retirando a Lagoa da Porta, assim como muitas outras obras, do abandono e ostracismo deixados pela gestão passada.

Nos últimos trinta dias, uma breve suspensão na execução se deu em virtude a prefeitura estar cobrando da empresa responsável a utilização de materiais de qualidade no acabamento da obra. Mas, desde a retomada dos trabalhos que o local está totalmente cercado e com placas de aviso proibindo a entrada.

Cabe esclarecer ainda que o site que publicou a execrável fake news atacando a prefeitura é alimentado, dentre outros, por um assessor do ex-prefeito e atual deputado estadual Dilson de Agripino. Dessa forma, munidos de provas, a administração municipal tobiense buscará na Justiça a punição daqueles que, no afã de agradar seus chefes, cometem crimes contra a honra do Gestor Municipal.

Por fim, mas não menos importante, a prefeitura de Tobias Barreto vem a público repudiar veementemente quem se utiliza do sofrimento alheio para práticas politiqueiras. A esses, três caminhos: a Justiça dos homens, conforme já informado; a Justiça da população, que tem em suas mãos a maior força de julgamento das pessoas publicas; e, finalmente, a Justiça de Deus, que a tudo vê e sabe o momento certo de dar a resposta a quem desrespeita as famílias tobienses mesmo em momentos de intensa dor como o vivido agora por aqueles que perderam um ente querido.

SECOM

https://www.facebook.com/prefeituradetobiasbarreto/

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.